Último Caboverdiano Triste

by Cachupa Psicadélica

supported by
Bruno Reis
Bruno Reis thumbnail
Bruno Reis De um talento audaz, que convoca toda uma tradição musical crioula para um sentido novo, mas que não deixa de ser aquilo que é, música cabo-verdiana. Era disto que estávamos a espera e não sabíamos. Agora que se nos apresenta, sabemos. Reconhecemos o que esperávamos, sem saber em concreto aquilo porque esperávamos. Depois deste último cabo-verdiano triste, volta a nossa maior alegria, de voltarmos de novo a ter que esperar. Favorite track: Carnaval Tradição.
/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      €10 EUR  or more

     

1.
06:34
2.
3.
4.
5.
04:44
6.
04:09
7.
8.

about

1- Eden Park
2- Alternativa imaginário Caboverdiano
3- Alternativa imaginário Caboverdiano 2.1
4- Ca mistid mentira
5- Oia Bote
6- 3/4 de Bô
7- Carnaval tradição
8- Amor d'1 Laranjeira

credits

released November 18, 2015

Letra e Música - Cachupa Psicadélica, reservado todos os direitos.

tags

license

all rights reserved

about

CACHUPA PSICADÉLICA Lisbon, Portugal

contact / help

Contact CACHUPA PSICADÉLICA

Streaming and
Download help

Track Name: Alternativa Imaginário caboverdiano
Pega ponta dzem o quê que bô oia
Se chuva cai pa ca moiá.
Ês era poc mas ês era brob, oia
Sês toq era prob sabe
Ês sai ta ba, ês ba badja
Ês sai ta ba, badja
Pega ponta dzem o quê que resta??
Sô vota pa ca brota
Nô ta bai ter que um pê de móte
Se lá tiver um bocadim de terra
Cum bocadim de mar ta batê
Nô ta vra lá um paraíso
Nô ta vra lá
Track Name: Ca mistid mentira
Ca mistid mentira, se bô ca crê
Contame verdade
Oia, ca têm Verde sem sbi. Na bô lod ê q'ta realidade
Oia que el ê sô um. Por isso
Que ês ta tchmal VIDA, ma têm gente
Que pensa li ê sô de seus.
Ma sorte trod, NiGGa
bem tchob completamente abalod
O quê que bô leva da li
Dzêm. Quê que bô leva da li
Track Name: Oia bote
Um ca crê espera.
Qual desgosto d'amor.
Deus tême guardod ser mais poeta
Cada vez mais livre, ptá um poss tcha sê cumpanher de sempre siguil
Nô ta ba atê Lazareto. Lá undê
Tud ta f'ca pa depois
Lá, quem têm dois amor
Ca preocupa que amargura de nenhum depois
Esquecê passod
Pegame na mõ
Bô levame
Lá pa céu, undê bô ê d'meu
Track Name: 3/4 de bô
3/4 de bô ta tchgame atê tchame tont
mi ê cont d'bô ma um têm que livrá
Um ca ta podê confiá
Zarpa ê escapatória pame ca intrega
Ainda bem que bô poeta, bô ta compreendeme
Moda mi pirata bô ê Srª de bô leme
Ô m'nina ma discond
Que nô ta na el, ê tont tropel tont crotcha na nôs novel
Ô m'nina ma discond que nô ta na el
Nô confiá na rabolta de mar
Têm tont que goza na dia d'manhã
Mund ê muit mais mar du qui remá
Track Name: Carnaval Tradição
Aonte, noite cai na bô jeito de balança
Hoje um cordá prob sabe sô pa oiobe passá
ess tela ê prob b'nit m'nina
bô ta passa sol
bô ê um batucada intere
Um ta snhá que possibilidade de encontrob
naquel spot, probalidades
tud, controlod
Mi ê pov des rua um esperob um ano intere
Carnaval d'Soncent
nôs grupo, Flores d'um revolução
Enredo, geração d'oitenta
vítima de mesmo flagelo
nôs tud conchê alguem ...
Que ba pa longe de ses criola cor d'mel, cor d'canela
Culpa tonte boca pa um panela
Ma hoje ê quarta nô ganhá na folia
ês cinza ainda ta quent, fome ca ta li
Memória ca ta tchal ausente
Pro-ano enredo divia ser cmida d'anjo, nigga
Sem bazofaria
Se ess farinha ê beat, mi ê água, sal ê tradição
Verdadeiro. antes d'um país, cultural nação
Track Name: Amor d'1 Laranjeira
Um ba, um ba, um ba
Snhá deboch d'um Laranjeira
Um fmá um pê de eucalipto, cachon levame
Um tava lá pa aquela r'bera
volta de sol raiá
nô deta naquel esteira, sol raia ma nôs
Ô sol
Amor d'1 laranjeira
um sabê que bô ta dame, detod ness esteira
um sabe que bô ta amame
Se bô dame um dob, se bô dame um dob dob